segunda-feira, 1 de março de 2010

Barão de Cotegipe



Começo as postagens da coleção com uma das mais tradicionais do Rio Grande do Sul: Barão de Cotegipe tradicional. Essa embalagem adquiri em 2003, creio eu...Foi uma das primeiras da minha coleção, hoje em dia não é mais esse modelo (a nova tem alguns detalhes diferentes que observarei quando postá-la). A qualidade é indiscutível, já experimentei absolutamente todas as variações dessa marca. Recomendo de olhos fechados.

Segue um pequeno texto retirado do site da Erva-Mate Barão de Cotegipe:

"A criação

Impulsionado por um sonho, em 1951 o sr. Etelvino Picolo junto de sua esposa Ilma Fávero Picolo (in memorian), deixou Erechim fixando residência em Barão de Cotegipe. Inicialmente, construiu um estabelecimento comercial em Volta Grande, interior da localidade, onde vendia erva-mate cancheada – somente folha seca e não moída, ensacada em grandes volumes. Para tal processo, utilizava-se de um secador chamado Barbaquá de Carijo, construção rústica e artesanal. Um ano depois, a Barão Comércio e Indústria de Erva-Mate Ltda foi fundada pelo sr. Etelvino Picolo, que até hoje integra sua direção.

O crescimento

Desde o início, a marca vem sendo construída com base no binômio tradição e tecnologia. Pioneira no setor, em 1960 lançou a erva-mate Picolo, que se mantém há mais de 45 anos no mercado. Já em 1978, começou a investir no cultivo das próprias mudas. O aumento do consumo exigiu inovação no processo de secagem que precisava ser acelerado. Na década de 1980, através de tecnologia importada, o sr. Etelvino Picolo revoluciona o setor mudando os rumos da história da produção da erva-mate. Com a montagem de um novo equipamento – um sapecador e secador rotativo passando, posteriormente, a secador de esteira – nasce a erva-mate Barão de Cotegipe (Barão Tradicional).

A consagração

Desde 1996, graças ao pioneirismo tecnológico herdado desde sua fundação, utiliza equipamentos que proporcionam um processo de secagem que procura manter certas propriedades do produto “in natura”, pois não permite o contato da fumaça do secador com a erva. A garantia é a de um produto ainda mais puro, de agradável aroma e sabor que origina a Barão Verde (Erva-mate Nativa), tornando-se esse o sinal da consagração de uma marca fortalecida a cada ano que passa."

Fonte: www.baraoervamate.com.br

Resumo
Nome: Barão de Cotegipe
Peso: 1kg
Tipo: tradicional
Embalagem: papel
Cidade de origem: Barão de Cotegipe/RS

Trilha sonora: Zambita Nueva (Pirisca Grecco)

2 comentários:

  1. Essa aí custa R$ 16,00 no Rio de Janeiro!

    ResponderExcluir
  2. Custa R$ 12,00 aqui em São Paulo, mas é a única que você encontra nos mercados.

    ResponderExcluir