segunda-feira, 31 de maio de 2010

Tertúlia


Buenas gauchada...

Hoje falarei um pouquinho sobre esta nobre marca, cujo todos os elementos a tornam excelente. A começar pelo nome, convidativo a uma roda de mate. A cor do pacote, um verde-jade que se destaca na prateleira, e, é claro, a cor e o sabor dessa buena erva.
Conheci esta marca há uns 2 anos, mateando com meu amigo Rodrigo Imbé, ele me apresentou e desde então vez por outra me dou o direito de comprar um pacote. Erva boa é assim, combina com tudo, seja com jujos de cidreira ou erva-doce, seja com jujos amargos como carqueja ou ela puramente espumando na cuia...Ótima companhia pra qualquer hora do dia.

Resumo
Nome: Tertúlia
Peso: 1kg
Tipo: tradicional
Embalagem: papel
Cidade de origem: Jaborá/SC

Trilha Sonora: Chacarera de La Cria (Shana Muller)

3 comentários:

  1. Apesar de eu ser paulista, natural de Jundiaí, minha mãe é de Canoinhas - SC e meu pai de Santa Maria - RS. Sendo assim, é natural que eu seja apaixonado por um mate.
    Indubitavelmente, a marca Tertúlia é minha favorita. Aqui em São Paulo não acho ela para comprar, deste modo, compro sempre pela loja virtual da própria ervateira ou meus pais trazem em suas viagens a Santa Catarina.

    Mudando de assunto, eu não sabia que a erva dos hermanos argentinos era tão amarga. Recentemente comprei em um Hipermercado um saco, isso mesmo, um saco de erva-meta Rosamonte. Confesso que o sabor me lembrou muito a bebida tereré.

    ResponderExcluir
  2. Atualmente estou fazendo uso desta saborosa erva Mate TERTÚLIA, sendo ela a melhor encontrada aqui em UNAÍ-MG (NOROESTE DE MINAS). Ela chega aqui com empacotamento a vácuo, o que garante mais sabor e melhor conservação nas prateleiras dos supermercados. E quem disse que mineiro não gosta desta bebida maravilhosa?
    MAS a melhor que já tomei foi a Ximango, nenhuma outra que já usei, (umas 30 espécies), foi melhor que esta; XIMANGO e SENTINELA ambos da cidade de Ximango-RS.
    Me adiciona ai ôooo... MATE NA PELE.
    jisohde@live.com -Jisohde - 120531

    ResponderExcluir
  3. Guilherme, sua leitura do sabor amargo da erva argentina e a associação com o tererê são precisos.

    O preparo da erva hermana é semelhante ao que ocorre no Paraguay para o tererê. A erva passa por um periodo de descanso por vários meses, o que lhe retira quase toda a umidade e sua cor verde. O que isso faz com a erva? Permite a dissolução rápida do sumo nas primeiras cevadas, principalmente se usares água quente. Com isso, o mate é bem forte lava rápido, entretanto, com água fria, os sólidos se dissolvem devagar. Enfim, esta é a razão da semelhança de sabores.

    Tem outro fator que faz a erva argentina ser mais forte, que é a preferência por variedades com mais cafeína, por alguma razão a seleção dos ervais argentinos foi para este lado.

    Abraços!

    ResponderExcluir